A pesquisa realizada no território sonoro colombiano mostra que a cena musical do país é rica, diversa e nem um pouco previsível. Os ritmos, com influências ameríndias, africanas e espanholas, marcam forte presença e caracterizam o som de muitos artistas. Elementos presentes em trabalhos conceituais e folclóricos, como o da cantora Totó La Momposina, ou no pop de Andrés Cabas, construído com o auxílio dessas mesmas raízes musicais. Uma musicalidade que também é marcada por um tempero tropical, caribenho.

Mas o foco do Invasões Bárbaras não está apenas naquilo que é diferente, exótico ou folclórico. A mesma pesquisa que nos trouxe ritmos como a cumbia, o porro e o vallenato, também nos mostrou que existem grupos fazem algo bem diferente de tudo isso. E em meio a cena rock da capital, Bogotá, nos deparamos com um desses espécimes.

A banda Pornomotora faz rock com elementos de punk, hardcore e uma forte e marcante base eletrônica. Um grupo formado por jovens de Bogotá que surge em meados de 99. Em meio a muitas apresentações na cena alternativa da cidade o primeiro álbum começou a se desenhar. Lançado em 2004, Invitacíon, contém canções interessantes que deram fruto a vídeos que ajudaram a impulsionar a carreira da banda e ganhar vários prêmios.

Christian de la Espriella, Mauricio Mariño, Edwin Reyes e Carlos Galindo formam o quarteto. Nada de folclórico, apenas “rock de Bogotá”.