O norteño é um estilo musical que nasceu no México e cruzou a fronteira, levado na bagagem dos imigrantes mexicanos que foram tentar a vida nos EUA. A sonoridade nasceu no campo, no início do século XX e se aproxima da música ranchera, também mexicana, um pouco mais tradicional. Já para os ouvidos brasileiros o som lembra mesmo música sertaneja.

Os principais instrumentos utilizados são o acordeon e o bajo sexto (uma espécie de violão, com 12 cordas). Mas a música norteña tem diferentes variações, vinculadas às influências musicais que mudam de acordo com a localidade onde o ritmo se desenvolveu. Na região sul do Texas (EUA), por exemplo, o norteño gerou o tejano, que muitas vezes se aproxima mais da música country e também sofre influências do rock. Mudanças também ocorrem em território mexicano e muitos optam por fazer uma divisão entre o norteño moderno e o norteño raiz.

O que parece não ter tanta divisão é o gosto musical compartilhado nos dois lados da fronteira…

O grupo Los Tigres del Norte (foto), um dos mais populares do norteño, é um exemplo. Os integrantes nasceram no México e cruzaram a fronteira, impulsionados pelas dificuldades e os sonhos compartilhados por milhões de pessoas. A carreira foi construída nos EUA, a popularidade é compartilhada entre os dois países.