Uma ilha de rap haitiano, cercada de rock alemão por todos os lados. Bem-vindo ao programa de hoje.

Após breve passagem pelo país, Guilherme está de volta à Alemanha, mas segue matando sua saudade do rádio. De lá, ele nos manda músicas e um áudio-comentário sobre sua bela programação. Completando os trabalhos, Dudu se inspira numa sugestão antiga do Thiago para nos apresentar o homem, o artista e o ativista haitiano Vox Sambou.

Nesta edição:
– músicas para sobreviver ao exílio em hostels;
– conhecimentos limitados (pero esforçadíssimos) de geografia e política;
– história, ativismo, exílio e projetos sociais;
– e a voz eterna que quebra barreiras, a voz da resistência.

BLOCO 01
Ich + Ich – Pflaster [Alemanha]
Kraftklub – Schüsse In Die Luft [Alemanha]

BLOCO 02
Vox Sambou – Les Anges Noirs [Haiti]
Sportfreunde Stiller – Das Geschenk [Alemanha]

BLOCO 03
Vox Sambou – Bato [Haiti]
Tim Bendzko – Keine Maschine [Alemanha]

BLOCO 04
Vox Sambou – Para mi [Haiti]
Love A – Windmühlen [Alemanha]
Cro – Traum [Alemanha]

A “voix sans bout” que denuncia a violência e a pobreza do Haiti

Gravação: Dudu, Costoli e Borges / Participação remota: Guilherme Almeida / Edição: Cachorro