Músicas com cara de MPB fazem companhia a um punk rock setentista – ou seja, a loucura de todo dia.

Yegor Letov (à esquerda): músico, compositor, engenheiro de som, poeta e pai do punk rock russo...

Yegor Letov (à esquerda): músico, compositor, engenheiro de som, poeta e pai do punk rock russo…

A programação musical serve de leme enquanto o conteúdo especial rema. Cada um apontou para um lado diferente, verdade, mas enfim… não é assim quase sempre?

Nesta edição:
– um “Clube da Esquina com batida meio axé” – e outras demências;
– reflexões sobre pesquisas feitas em caracteres cirílicos e japoneses;
– o fantástico conceito de maximalismo: “mais é mais”;
– e destaque para o pai do punk rock russo e sua primeira banda: Grazhdanskaya Oborona.

BLOCO 01
Mabel Matiz – Sarişin [Turquia]
Miguel Araújo e Inês Viterbo – Balada Astral [Portugal]

BLOCO 02
Grazhdanskaya Oborona – System [Rússia]
Ves Tal Vez – Hoy Te Vi Feliz [Peru]

BLOCO 03
Grazhdanskaya Oborona – Forest [Rússia]
Jean Leloup – Paradis City [Canadá]
Riff Cohen – Dans Mon Quartier [Israel]

BLOCO 04
Grazhdanskaya Oborona – Everything is going according to plan [Rússia]
Jenni Vartiainen – Kohtalokas Samba [Finlândia]

"Nós russos já nascemos punks / também / nascemos no frio"

“Nós russos já nascemos punks / também / nascemos no frio”

Participaram: Guilherme Almeida e Thiago Borges / Técnica: Cachorro França