45-de-64

Pelo menos um destes países se despede da Copa e das nossas figurinhas nesse confronto.

Portugal escala o Buraka Som Sistema, grupo da cidade da Amadora, próxima à Lisboa. Apesar de português, tem raízes angolanas, especialmente porque sua música tem sua maior referência no kuduro, ritmo originário deste país africano. “Kalemba (Wegue Wegue)”, extraída do EP Sound of Kuduro, dá uma boa ideia do que é essa versão do kuduro made in Portugal.

O duo Ruff-N-Smooth vem a campo por Gana com seu afro-pop, bastante popular na África ocidental. Inclusive, “Naija Baby” faz referência em sua letra a vários países dessa região: Gana, Nigéria, Libéria e à região como um todo. Ruff (Bullet) e Smooth (Akhan) já estavam há algum tempo na cena musical, mas só foram alcançar proeminência quando formaram esta parceria. Ruff se apresentava como Etuoaboba e Akhan era conhecido como Osrani.

O jogo

Nem Cristiano Ronaldo pode salvar Portugal dessa vez. Para se classificar, os lusos precisam torcer para que Alemanha e EUA não empatem e, se um deles vencer, que seja a Alemanha, por causa do saldo de gols. E, é claro, precisam vencer Gana, ainda por cima de goleada. Não vai acontecer, ainda mais se Gana apresentar o mesmo futebol dos jogões contra EUA e Alemanha. As estrelas negras ganham por 2×0, e ficam na torcida (e eu também) por uma vitória alemã, classificando os ganeses. Pena que não podem classificar 3 deste grupo.