Nas línguas latinas, “café” pode ser tanto a planta como a bebida ou, principalmente, o tipo de estabelecimento onde se serve a bebida. Internacionalmente falando, “café” é a palavra importada diretamente do francês que se refere apenas ao estabelecimento, conforme temos café em inglês e Café em alemão, assim mesmo, com “c” e com acento no “e”. Já a palavra para a bebida seria “coffee” e “Kaffee”, respecticamente.

As bandas Blue Café, da Polônia, e Café Tacuba, do México (grafada atualmente Café Tacvba, devido a problemas com a marca), não por acaso têm em comum a referência à casa de bebidas que é ícone mundial. Tanto a banda polonesa quanto a semi-homônima mexicana têm uma sonoridade que se destina a ser suave e universal, encaixando-se bem no ambiente de um típico café. As músicas de ambas são uma mistura de vários ritmos afro-americanos e latinos, de maneira que cada canção de cada uma das bandas é única.

Há também muitas diferenças, claro. A mexicana Café Tacuba faz um estilo alternativo baseado principalmente no rock, mas também voltado para o ska e o hip-hop; canta em espanhol, é composta só por homens, e os membros da primeira formação permanecem até hoje. Já a polonesa Blue Café tem em suas vocalistas a identidade mais visível da banda. Até 2005, Tatiana Okupnik emprestava sua voz marcante, típica das cantoras americanas de jazz, funk e soul music. Com a sua saída, Dominika Gawęda assumiu os vocais. Blue Café tem hits tanto em polonês como em inglês e até em espanhol, o que demonstra seu gosto por temas latinos. Não sem razão, as duas bandas foram destaque durante a programação das semanas de seus respectivos países.